Monday, February 8, 2010

Bloodsucking Fiends (Christopher Moore)

Segundo livro escolhido por Beth para Janeiro para o Bookclub!

Outro livro sobre vampiros, esse envolve apenas os seres bebedores de sangue com uma pitada de muito bom humor e uma história de amor.

Thomas Flood muda de Indiana para San Francisco para tentar a vida de escritor. Pega a estrada com seu carrinho mais-velho-que-o-vovô que pifa logo que chega a Chico City e é ajudado por um misterioso chinesinho que cruza seu caminho e  oferece um quartinho barato por $50 por semana... com a ajuda do Imperador de San Francisco, consegue um emprego no Safeway, uma rede de supermercados, para o turno da madrugada e logo se junta aos Animais (o grupo de colegas de trabalho). Com as manhãs e tardes livres, escrever não será difícil!

Por um acaso do destino ele esbarra em Jody que há poucos dias havia sido atacada, transformando em vampira e recebido uma considerável quantia em $$ do vampiro mordedor... Ela precisava de ajuda para sobreviver na nova vida, sem condições de sair durante o dia, precisava de alguém que a ajudasse no seu período de hibernação. Ele precisava desesperadamente de um lugar decente para morar (uma vez que os chineses ilegais com quem dividia o quarto o estavam cortejando buscando um casamento para conseguir o desejado greencard - afinal San Francisco não é conhecida como a cidade dos homos?).

Meio que sem querer querendo os dois começam um relacionamento... Ele com a certeza de que teria o coração partido já imagina as histórias que escreverá em virtude da desilusão amorosa que sente estar a caminho, o fato de Jody ser uma vampira não o incomoda - há namoradas que usam drogas, outras que fumam... a dele bebe sangue e dorme o dia inteiro, fazer o quê? Esse pequeno detalhe é quase nada comparado com o imenso prazer carnal que Jody o proporciona... afinal vampiros são conhecidos por sua sexualidade, não é? E o pobre Thomas que nunca teve uma mulher na vida, sente-se no paraíso!

Um corpo escondido no freezer vira amigo-confidente de Thomas. Jody vira cobaia de Thomas que tenta comprovar se as teorias sobre vampiros que lê em livros são verdadeiras ou falsas. O vampiro centenário que mordeu Jody brinca de esconde e esconde com ela. O Imperador de San Francisco vira caçador de vampiros e tenta desvendar os crimes que vêm acontecendo, a polícia segue suas próprias pistas, e por aí vai.

Christopher Moore é um dos autores mais cômicos que já li e faz sátira do que muitos deixariam passar despercebido, quem lê Bloodsucking Fiends realmente não se entendia... eu que não sou fã de livros vampirescos gostei da história porque Moore tem um humor inteligente e não há nada como um escritor que te faz rir com tiradas simples e inteligentes. Outro fato que me prendeu à história foi a familiriaridade com o cenário, é o segundo livro que leio que tem a Bay Area como cenário e a história fica tão mais envolvente quando você reconhece o ambiente que o autor menciona, eu amo!

Christopher Moore é autor de onze livros, nasceu em Ohio, mudou para Califórnia aos 19, já teve as mais variadas profissões - de garçom à corretor de imóveis, de auditor de hotel à DJ e todas suas experiências são refletidas em seus personagens. Hoje como escritor, divide sua vida entre San Francisco e Hawaii. Para saber mais sobre o autor e suas obras, visite o site Christopher Moore

1 comment:

Mariane said...

Acho que esse não faz muito meu estilo..de vampiro mesmo só o Edward, hehehe...

bjao um ótimo dia ;)